Técnica de Mindfulness na Gestação – O que esse treino pode fazer por você! (Continuação)

Olá,

As mulheres participantes do Curso Breve de Mindfulness Para Gestantes – 4 semanas aprendem técnicas de respiração e desenvolvimento da atenção para lidar com os desconfortos físicos e emocionais com maior tranquilidade.

Então você se pergunta : “Quais benefícios  eu terei participando de um programa de mindfulness?”

As dores da gravidez…

Uma das queixas frequentes das gestantes são as dores físicas, e/ou sua continuidade no puerpério, prejudicando a saúde mental.

Dor lombossacra nas gestantes

Dentre elas, as dores lombossacras ( nas costas e nos quadris ) prejudicam a qualidade de vida da gestante e, em alguns casos se tornam persistentes no pós-parto.

Por exemplo, em um estudo foram avaliados três grupos de gestantes com dores lombossacras: livre de dores, incapacidade leve e incapacidade moderada, quanto a distress, crenças e estratégias de enfrentamento, ansiedade e depressão, e níveis de mindfulness.

O grupo com incapacidade moderada devido à presença da dor apresentou resultados negativos em todas as varíavesis estudadas, como percepção corporal inadequada, distúrbios do sono, e cinesiofobia (medo de sentir dor a qualquer movimento), inclusive reduzidos níveis de mindfulness(6).

Uma dos benefícios importantes de mindfulness na gestação, segundo os estudos, foi a prevenção de crises de ansiedade, recaídas de depressão e dores físicas incapacitantes.

Relações conjugais e familiares

Conflitos relacionais na gravidez

Em geral, o processo gestacional mal administrado afeta cônjuge e familiares próximos tornando o ambiente relacional desfavorável ao consenso nas dificuldades.

Técnicas de respiração para a redução do estresse ajudam a lidar com os conflitos relacionais com respostas adequadas ao contexto vivido.

Empatia e autocompaixão para o vínculo mãe-bebê

Compaixão e amamentação

A empatia e o processo de autocompaixão desenvolvidos no treinamento favorecem uma amamentação equilibrada, com intercorrências controláveis e com a possibilidade de um maior vínculo afetivo entre mãe e bebê.

Por que Mindfulness?

Gravidez em plena atenção

Mindfulness vem se tornando uma terapia viável e acessível às gestantes e a mulheres no puerpério, com alta taxa de aderência aos exercícios em domicílio, o que promove maiores resultados.

Funciona como uma terapia complementar que diminui o risco de depressão pós-parto ( uma das devastadoras consequências de uma gravidez atribulada) em mulheres com histórico de recaídas de depressão,  além de reduzir os níveis de ansiedade e estresse psicológico.

Comece a praticar  !

Deite-se confortavelmente, em um local tranquilo, e sem a probabilidade de interrupção.

Ponha esse áudio e siga as instruções. Esta é uma das principais práticas do curso!

Clique Aqui – Meditação da Exploração do Corpo.

Referências

(1)Perez-Blasco J, Viguer P, Rodrigo MF. Effects of a mindfulness-based intervention on psychological distress, well-being, and maternal self-efficacy in breast-feeding mothers: results of a pilot study. Arch Womens Ment Health. 2013 Jun;16(3):227-36. doi: 10.1007/s00737-013-0337-z. Epub 2013 Mar 20.

(2)Robins CJ, Keng SL, Ekblad AG, Brantley JGJ. Effects of mindfulness-based stress reduction on emotional experience and expression: a randomized controlled trial. Clin Psychol. 2012 Jan;68(1):117-31. doi: 10.1002/jclp.20857. Epub 2011 Dec 5.

(3)Chiesa A, Serretti A. Mindfulness-based stress reduction for stress management in healthy people: a review and meta-analysis. J Altern Complement Med. 2009 May;15(5):593-600. doi: 10.1089/acm.2008.0495.

(4)Dimidjian S, Goodman SH, Felder JN, Gallop R, Brown AP, Beck A. During Pregnancy and the Postpartum: A Pilot Randomized Trial of Mindfulness-Based Cognitive Therapy for the Prevention of Depressive Relapse/Recurrence. J Consult Clin Psychol. 2015 Dec 14. [Epub ahead of print]Staying Well

(5)Hall HG, Beattie J, Lau R, East C, Anne Biro MMindfulness and perinatal mental health: A systematic review .Women Birth. 2015 Sep 4. pii: S1871-5192(15)00270-X. doi: 10.1016/j.wombi.2015.08.006. [Epub ahead of print]

6)Beales D, Lutz A, Thompson J, Wand BM, O’Sullivan P.Disturbed body perception, reduced sleep, and kinesiophobia in subjects with pregnancy-related persistent lumbopelvic pain and moderate levels of disability: An exploratory study. Man Ther. 2015 May 1. pii: S1356-689X(15)00107-1. doi: 10.1016/j.math.2015.04.016. [Epub ahead of print]

Gostou deste artigo? Então Compartilhe!
Postagens mais lidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atendimento WhatsApp
Fale Conosco agora.