25 de maio de 2015
7 Estratégias Mentais para a Prática de Mindfulness – ” Domando o cavalo selvagem – Parte 2″

Olá,

Como domamos um cavalo selvagem?

duas formas:

Uma seria forçar determinadas situações para que o cavalo se comporte da forma como queremos. Para isso, usamos força, coação, agressão , medo.

A outra forma seria como o encantador de cavalos Monty Roberts faz. Ele é conhecido como “o homem que ouve cavalos” e criou uma técnica que revolucionou a história da doma chamada Join Up (Conjunção, União).

Roberts observava os cavalos selvagens que vagavam despreocupados pelo oeste durante muitos anos e percebeu uma linguagem intrínseca entre eles. O domador passava horas em silêncio olhando os cavalos interagindo uns com os outros em uma comunicação silenciosa e não-verbal, o que  proporcionou ao domador intuir uma forma de doma gentil, empática e eficaz.

Vamos supor então que nossa mente seja um cavalo selvagem!!

Qual método funcionaria para domá-la? A repressão, afronta e imposição ou a gentileza, abertura, escuta e acolhimento?

Quem apostou na segunda acertou!!

A Atenção Plena consiste em um estado mental de presença e consciência do processo de viver que pode ser cultivada através de exercícios que contêm os mesmos ingredientes do método que Monty Roberts utiliza no seu ofício.

Mas ao nos exercitarmos, assim como Roberts fez, devemos aprender a silenciar nossa mente e nos deparamos com 5 desafios ou obstáculos neste intento, postados e discutidos anteriormente.

Mas vou repetir para vocês: Inquietude, Aversão, Sonolência, Desejo e Dúvidas.

Pois bem!!, Não desanimem, porque há 7 estratégias que todos podemos utilizar durante a meditação Mindfulness que favorece um engajamento maior no processo e nos orienta na confusão de nossas experiências.

Não se assustem, pois apesar de parecer um tanto utópico e abstrato, a experiência e a ciência comprovam que observar esses critérios trarão bons frutos como uma sensação geral de bem estar e fortalecimento das emoções positivas.

Então aqui estão elas!

Atitudes norteadoras da meditação

1.Não-julgar: significa observar pensamentos, sensações e emoções e cultivar uma

atitude nao interpretativa diante delas, na realidade, de imparcialidade;

2.Paciência: significa que, em alguns momentos, as situações se desdobram em seu

tempo certo, e a sabedoria de saber esperar é valiosa ferramenta à sua apreciação.

3.Mente de principiante: ter uma mente curiosa, aberta a aventuras e experiências não

rotineiras do nosso mundo interno;

4.Confiança: acreditar na sua intuição e na sua própria autoridade;

5.Não esforço: compreender que não há algum ponto ou objetivo a alcançar;

6.Aceitação: significa ver as coisas como elas são neste presente momento, sem desejar

que elas sejam diferentes. Acolhê-las como fazendo parte deste momento em particular;

7.Deixar-se ir: permitir que as experiências que surjam na sua mente naturalmente passem, sem qualquer elaboração conceitual.

Observando essas estratégias durante as práticas de silenciar a mente, ao longo das 8 semanas, natural e espontaneamente, nossas relações e ações ficarão impregnadas desses elementos.

Assim, nossa mente selvagem, automática, impulsiva se tornará nossa grande aliada contra os diversos fatores que prejudicam nossa saúde física e mental.

Até a próxima!!

 
Receba por email nossos boletins informativossobre cursos, atividades, treinamentos e outras atividades.

ONDE ESTAMOS

Rua Miguel Dibe, 178
Luciano Cavalcante
Fortaleza Ceará Brasil

TELEFONE

(85)

9969.5661

8829.6975

REDES SOCIAIS

Siga-nos no Facebook Siga-nos no Facebook Siga-nos no Instagram Siga-nos no Instagram
Centro Cearense de Mindfulness © 2019. Todos os direitos reservados. Marca e Site Criados por Wsete Desing